AMADEO DE SOUZA-CARDOSO

Revista de Filosofia e Literatura

AMADEO DE SOUSA-CARDOSO

Revista de Filosofia e Literatura

direção

Director Honorário – Mário Cláudio
Directoras – Celeste Natário e Luísa Malato
Director Adjunto – Renato Epifânio

Conselho de direção

Catarina Milhazes
Ana Sofia Araújo

conselho consultivo

Nuno Júdice (Universidade Nova de Lisboa)
Eduardo Lourenço (Fundação Calouste Gulbenkian)
António Braz Teixeira (Universidade Lusófona)
Guilherme Oliveira Martins (Centro Nacional de Cultura)

COLABORAÇÕES

Carlos Magno
Filomena Vasconcelos (Faculdade de Letras da Universidade do Porto)
Helena de Freitas (Fundação Calouste Gulbenkian)
Isabel Carvalho (Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto)
Isabel Rebello de Andrade (Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto)
Isabel Saraiva (Escola Superior de Belas Artes do Porto)
João Faria Ferreira (Universidade de Coimbra)
José Carlos Pereira (Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa)
Ludovica Daddi (Faculdade de Letras da Universidade do Porto)
Maria Celeste Natário (Faculdade de Letras da Universidade do Porto)
Maria do Mar Fazenda (CASt-IHA/ FCSH-NOVA)
Maria Luísa Malato (Faculdade de Letras da Universidade do Porto)
Marta Soares (Instituto de História da Arte da FCSH / NOVA de Lisboa)
Pedro Barros

coordenação editorial

Bairro dos Livros:

Catarina Rocha
Inês Castanheira
Isabel Costa
Paulo Brás

gestão de conteúdos, revisão, redes sociais, assessoria de imprensa,
layout, grafismo, direcção de arte

FICHA TÉCNICA Nº.3

[AMADEO DE SOUSA-CARDOSO]

Revista de Filosofia e Literatura
N.º 3, 2018
ISSN 2183-5179

APRESENTAÇÃO

Nascemos com pontos de vista, mas só crescemos com pontes de vista.
Por isso, com ou sem razão etimológica se diz que a Hermenêutica deve o seu nome a Hermes, o deus dos caminhos que se cruzam: só crescemos quando o nosso olhar se cruza com o outro, num conhecimento em diálogo.
Desloquemo-nos pois entre duas margens: a Filosofia e a Literatura. Até que ambas se toquem naquela pedra angular que une aquilo que queremos dizer à forma como dizemos; discurso íntegro de gestos inteiros.

índice

leituras

Exemplo Blog Post

Lorem ipsum GRANDE ENTREVISTA 19 Maio 2019 Escrito por LOREM IPSUM Grandes ou pequenas, …

MANHUFE

Isabel Rebello de Andrade Finalmente, o ritmo da minha pulsação abranda. …

grande entrevista

temas

Editorial

EDITORIAL 3

Maria Luísa Malato Este número da Pontes de Vista é dedicado …

variações

PONTES ÍNTIMAS

Isabel Saraiva Ficha Técnica: Título: Sans Titre (Paysage avec des oiseaux) Medidas: 64,8 …

exemplum

grande entrevista

AMADEO: UMA ENTREVISTA COM MÁRIO CLÁUDIO, POR CARLOS MAGNO E CELESTE NATÁRIO

Carlos Magno Maria Celeste Natário C. Magno: É possível ler o «Amadeo» do Mário Cláudio sem conhecer nenhuma obra de Amadeo? Mário Cláudio: Não, acho que não, sinceramente. É possível escrever, e isso eu fi-lo, sem simpatizar com o homem Amadeo. Tive sempre uma certa antipatia por aquela figura. C. Magno: Sim, isso nota-se. Mário Cláudio: E por várias razões. Uma delas é porque era um homem que eu considero ser um pintor muito interessante, mas muito desinteressante como ser humano: era pouco culto, era …

editorial

EDITORIAL 3

Maria Luísa Malato Este número da Pontes de Vista é dedicado a Amadeo e a todos os insolentes. Deve ser efetivamente “insolência” o pecado maior dessa gente que não segue os caminhos habituais. Que mais se lhe há de chamar? “Há gente que chama ao meu estado uma pretensão para sair fora do vulgar – […] Eu sei o que agrada em geral – eu na generalidade desagrado”: isto constata Amadeo. Insolente Amadeo devia ser. Na sua raiz matricial, o INSOLENTE …

LEITURAS

Exemplo Blog Post

Lorem ipsum GRANDE ENTREVISTA 19 Maio 2019 Escrito por LOREM IPSUM Grandes ou pequenas, …

MANHUFE

Isabel Rebello de Andrade Finalmente, o ritmo da minha pulsação abranda. …

variações

PONTES ÍNTIMAS

Isabel Saraiva Ficha Técnica: Título: Sans Titre (Paysage avec des oiseaux) Medidas: 64,8 …

exemplum

AMA DEO: UM TESTEMUNHO DE ANTÓNIO CARDOSO

Maria Luísa Malato O tempo tem alma de caricaturista. Vai esculpindo no nosso corpo o que temos amplificado. Com o tempo, o nariz ou as orelhas grandes tornam-se desproporcionados, o queixo afilado afina, ou os olhos encovam. Tornamo-nos o nosso mapa físico: ele dá forma às montanhas construídas pelos sorrisos diários, e escava os vales profundos das vezes em que chorámos. O tempo sulca com rugas os caminhos para outros sorrisos e outras lágrimas: o corpo já sabe onde dobrar. Traça …

apoio à edição

contacto

Bairro dos Livros
Rua Doutor Sousa Macedo, nº39, 3º andar, Sala 4/ BairrodosLivros

À VENDA NAS LIVRARIAS:

Livraria Poetria (Porto) e na Livraria da FLUP (Porto)
À VENDA NOS ESPAÇOS:

Centro de Estudos Amarantinos (Amarante)

ENCOMENDAS através do email geral@bairrodoslivros.com 

(assunto:
Encomenda Pontes de Vista)